Rotinas de todo blogueiro


Não dá para fugir destas rotinas

Compartilhe

Ilustra Fernanda Pompeu
Ilustra Fernanda Pompeu

Rotina 1
O Conteúdo
Perca o preconceito com as rotinas. Elas nos organizam!  A rotina 1 é o começo de tudo: Vamos falar do quê? Vai uma dica que nasceu com a invenção da escrita e segue vivíssima na Idade Digital: Estude seu assunto antes de escrever.

Pense, reflita, namore o tema. Não importa qual seja. Ele pode ser simples ou complexo. De nicho ou universal. O importante é o leitor perceber que o blogueiro domina o que está comunicando. Ou ao menos tentando comunicar.

Não encha linguiça e nem rebusque o fraseado. É melhor ser direto. O alvo é coração do leitor. Procure acertá-lo. Nunca cometa o pecado de subestimar a inteligência ou a sensibilidade de quem está lendo o post.

Sempre procure uma imagem e ponha em cima do texto. Assim como um bom título, a imagem – uma foto ou desenho – é a porta de entrada para a leitura. Sejamos disciplinados com as imagens.

Revise o que você escreveu. Sempre.

Rotina 2
Postar no blog
Por mais fácil que essa rotina seja, desligue o piloto automático. Pense cada post como único. Quando postamos estamos afixando nosso recado.

No passado, as pessoas pregavam com tachinhas o recado em superfícies de cortiça. Hoje a superfície é digital. Mas a ideia de pregar o recado segue igual.

Poste o texto, poste a imagem. Se chegarem comentários, responda-os um a um. O leitor que comenta levou a sério o recado. Ele merece uma resposta! Um aceno.

Se organize para postar com regularidade. Isso mantém o nosso blog vivo (pode acreditar que a internet está cheia de blogs mortos). A causa do falecimento da maioria deles foi a negligência por parte do blogueiro.

Se você está começando e ainda é custoso escrever, tente ser, ao menos, um postador semanal. Estabeleça um dia da semana para postar. Fixar um dia ajuda nossa concentração.

Rotina 3
Compartilhar
Ter um blog e não compartilhar é como montar uma loja e não abrir as portas. Ninguém vai ver o que tem dentro. Você vai vender zero.

Hoje o desafio maior é conquistar a atenção. O leitor digital tem uma Amazônia de opções. Mas ele é um ser humano. Ele não tem uma capacidade de leitura amazônica. Então o leitor escolhe algumas árvores da floresta.

Nossos blogs devem que ter conteúdos relevantes para ele. Mas antes de tentar ser relevante, a gente precisa ser visto. Use e abuse das suas redes sociais. Seja exibido: Olha, turma, tem um post novo no meu blog. Você já conhece meu blog?

É claro que a divulgação não garante que seu blog será lido. Mas sem divulgação é certeza absoluta que ele não será lido. A gente precisa entender isso e trabalhar com afinco a rotina de compartilhar.

Ah, semeie diálogos com seus leitores no Face, no Linkedin, no Twitter etc. Ninguém gosta de comentar uma postagem e ficar sem a resposta do autor. São tempos de internet, tempos de interação.

Rotina 4
Monitore
Com o passar dos meses e dos compartilhamentos, a gente vai descobrindo um nicho de leitores. E, é claro, descobrindo os não leitores. Isso não é um problema. Lembre-se que a escolha é sempre do leitor.

Minha sugestão é que você se esqueça dos não leitores (eles não se interessam pelo seu conteúdo) e se concentre nos seus leitores. Faça um pacto com você mesmo de sempre entregar posts com qualidade para eles.

Quando for escrever pense nesses leitores. Observe qual conteúdo é relevante para cada um deles. Como a gente descobre isso? Comparando postagens. Por que um post foi mais curtido e comentado do que outro?

Encontrar essa resposta não é fácil. Não é óbvio. Mas você vai precisar achá-la. Incendeie os neurônios. Reveja os posts de sucesso. Mas principalmente reveja os posts que não agradaram. Sabe aquela máxima de que o erro ensina mais do que o acerto? É verdade.

Leia também Blog seu Blog

Compartilhe
8 comentários

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *