Começar a escrever é começar e não parar até terminar


Acredite em você!

Escrever em qualquer canto. Foto: Fernanda Pompeu
Escrever em qualquer canto. Foto: Fernanda Pompeu

 Começar a escrever!
Não entendi.
Quero saber como eu começo a escrever.
Começando. Encare a tela branca e inicie com uma palavra.
E depois?
Continue até o final.

Este diálogo ocorreu, dias atrás, num encontro inesperado com uma velha amiga. Depois do Oi, tudo bem?, ela lançou a pergunta: como eu começo a escrever? Ela sabe que eu sou escritora, redatora, blogueira. Sabe que o Acelera Texto pretende se firmar como um laboratório de Escrita Digital. Nós duas somos da geração que veio do impresso para o mundo digital.

Por conta disso, minha amiga bateu o olho em mim e imediatamente disparou a pergunta. Informo que ela é uma psicóloga muito experiente e ousada. Criou projetos maravilhosos por toda vida. Agora, ela me contou, bateu a vontade forte de escrever. A vontade de compartilhar tantos saberes.

Depois de nos despedirmos, fiquei pensando que a pergunta-dúvida da minha amiga – como eu começo a escrever? – pode ser a de muita gente. Daí enfrento, eu mesma, a tela em branco e mando para vocês uns pitacos.

Começar a escrever é só começar 

Começos não são fáceis. Talvez pela pressão dos outros e nossa também para escrevermos com qualidade. Ninguém quer escrever um texto ruim. A ideia de que digam: Nossa como ela escreve mal dói como uma bofetada. Mas, se servir de consolo, todo começar é difícil. Seja um texto, uma música, um desenho, uma empresa, um projeto. O compositor Luiz Tatit fez uma estupenda canção falando dos inícios. Ouça que vale:

O Meio – Luiz Tatit

Antes de começar a escrever, pense na ideia central 

Não importa se o resultado será um post de dois parágrafos, ou um livro de 500 páginas. Há sempre uma ideia central. O núcleo duro do conteúdo. Uso como exemplo esta postagem, cujo tema central Começar a escrever pode render alguns parágrafos, muitos capítulos ou mesmo uma coleção inteira de textos.

Então pergunte e responda qual é a ideia central! O que você quer que o leitor retenha depois de ler a sua mensagem. Ah, lembrando que escrever é dar um recado. Tirar um conjunto de ideias da sua experiência e oferece-las à experiência do leitor. O tempo todo em que escrevo essa postagem, estou imaginando a reação do leitor às minhas palavras.

Antes de começar a escrever, procure associações 

Pegue qualquer folha de papel e escreva o tema central no meio de um círculo. Deixe o cérebro trabalhar trazendo palavras associadas. Por exemplo, se o tema for ESCREVER, palavras associadas podem ser: papel, caneta, computador, celular, processador de texto, arte, literatura, expressão verbal, sentimentos, gramática, opinião, publicação, mensagem, recado, blog.

Esse conjunto de palavras serve para você pensar outras ideias em torno do tema principal. Talvez você não use no seu texto nenhuma dessas palavras, mas elas servirão como condutoras de insights. No vídeo abaixo, eu falo dessa técnica de associar conceitos. Assista:

Começar a escrever? Mal Traçadas com Fernanda Pompeu e Fernando Carvall

 

Ajudas para começar a escrever 

Acredite em você 

Escreva a primeira frase que vier à cabeça. Acredite nela e continue. Tente fazer de primeira. Sem medo, porque depois você pode voltar ao que escreveu e arrumar. Reescrever é tão vital quanto escrever. Porém nesse momento inicial, aposente o juiz que mora dentro de você.

Divida o pensamento por parágrafos 

Você pode também escrever com pequenos parágrafos. Ponha uma ideia forte em cada um deles. Isso ajuda você a dividir o conteúdo. A escrita é uma expressão linear: uma ideia vem depois da outra, depois da outra. Mas no final, todas as ideias devem estar encadeadas.

Enquanto se escreve 

Acredite: grande parte do texto acontece enquanto escrevemos. É um erro achar que, ao sentarmos para escrever, já sabemos tudo o que vamos digitar e ver na telinha. É claro que você já estudou o tema, o assunto, mas a expressão desse assunto vai ocorrer na hora da escrita propriamente dita.

Não invente desculpas!

No fundo, não existe local ideal para começar a escrever. Pode ser no quarto, na sala, na cozinha. No silêncio e na fuzarca. Clarice Lispector (1920-1977) escreveu textos maravilhosos com a máquina de escrever no colo, enquanto ficava de olho nos filhos pequenos.

Graciliano Ramos (1892-1953) escreveu mais de um romance na prisão. Ernest Hemingway (1899-1961), autor de Paris é um Festa, escrevia em pé. Ariano Suassuna (1927-2014) adorava escrever deitado. A poeta Marina Tsvetaeva (1892-1932) escreveu cachoeiras de versos com os dedos congelando no inverno russo.

Afaste os pensamentos negativos!

Não sei escrever.
Sempre fui ruim em português.
Tirava notas baixas em redação.
Quando escrevo uma ideia no Face, recebo poucas curtidas.

Agarre os pensamentos positivos! 

Escrevendo, posso aprender a escrever.
Há dicionários e manuais de português online que podem resolver as minhas dúvidas.
Redação escolar ficou no passado.
Posso melhorar no Face, basta treinar para valer.

Também não protele! Simplesmente faça

Aguarde o retorno dos leitores.
Tanto o engajamento quanto a ausência de curtidas nos fortalecem para o próximo texto.
Acredite.

Áudio Começar a Escrever, finalizando

Serviu?
Compartilhe.

Compartilhe
5 comentários

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *