Tempo Rainha – escrita coletiva


o mandante da nossa vida

A proposta foi postada no meu Facebook para virar um post do Acelera Texto:
Redija uma frase, verso ou parágrafo, a partir da afirmação:

Amanhã será outro hoje

A

Adriana Groberman Goldenberg
Amanhã será o outro hoje somente quando não houver mais vida…
Sou mutante e sonhadora, e vivo cada momento como único. Abro os olhos e descubro o novo, meus sentidos se aguçam a cada nova vivência, e assim eu renovo e reinvento. Amanhã será o futuro… um novo dia! Permita-se!!! Viva!

Ana Maria de Andrade
Quando vejo o dia amanhecer sei que esse instante será o começo do meu hoje. Mergulho.

Antonio Pimentel
Vivemos no hoje. “Amanhã será outro hoje” é anúncio. Anúncio que pode estar carregado de esperança ou desalento. O amanhã é uma incógnita.

Aurea Regina de Sá
Quando o relógio cuco soar 12 badaladas, vou esquecer as mágoas, me lembrar das risadas e reconhecer que as bordoadas foram um grande presente.

B

Beatriz Caldana Gordon
Por isso temos sempre a mesma idade!

Belkiss Nogueira
Amanhã será outro hoje com roupagem de futuro, com lembranças felizes e sofridas. As experiências do passado vestidas de déjà vu com olhar sereno a frente, de quem sabe que o passado passou!

C

Carlos Silveira
Esse amanhã que sempre parece ser outro hoje, pincelando meu coração com as cores de uma triste realidade.

Catarina Aversa (leia no final)

Cidinha Morelli
Amanhã não será outro hoje. Pois um dia nunca é igual ao outro. Amanhã, hoje será passado. E hoje, amanhã será futuro.

Cristina Pompeu
Eu quero o amanhã de esperança e felicidade que seja hoje para sempre.

F

Fabiane Goergen
Amanhã será outro hoje, apesar de você.

Fatima Buschel
O hoje é único; o amanhã, utópico.

Fernanda Pompeu
O único que existe é o hoje. Pois, o ontem está no reino dos sonhos. O amanhã está no horizonte dos desejos. O hoje é o único que posso pegar com as minhas mãos.

G

Genha Auga 
Amanhã será outro hoje que passou…

Gislaine Marins
Com olhos na nuca, buscou o farol para os que procuravam um porto de onde retomar suas vidas, suas dores.

Graça Cassarotto Pontin
Com a rega do hoje, a colheita de amanhã será profícua .

J

Jacqueline Salgado Andrade
Amanhã será outro hoje vivido com o olhar do que aprenderemos amanhã.

Josély Graziano
Acordou naquela manhã com um nó na garganta e uma bola na boca do estômago. Angústia, era o nome daquilo. Mas ela não sabia nada desses nomes bonitos, ela só sabia sentir… Sentia-se, aliás, como o personagem de Bill Murray em “Feitiço do tempo”, com a diferença de que ela não aprenderia a tocar piano, muito menos a fazer esculturas de gelo. Ela só faria tudo de novo, e de novo, e de novo, tudo sempre igual; hoje um outro ontem, amanhã um outro hoje. Mas ela não sabia nada sobre filmes, ela só sabia sentir… Levantou-se resignada e colocou a água pra ferver. Outra vez.

K

Karla Regina
Amanhã será outro hoje porém nada será igual porque o hoje que se repete traz consigo a chance de recomeçar.

L

Leticia Garibotti
Do hoje carrego confiança…do amanhã, esperança!

M

Malu Barros
Não que eu tenha perdido a esperança, mas se o parâmetro for hoje, amanhã será um tédio.

Marcia Maresti Lima
Quando chegar vou dizer que é hoje, como estou dizendo hoje.

Marcos Gomes 
Contrariando Heraclito, para quem tudo é fogo e mudança, o pensamento mitológico busca a repetição da história por meio da repetição de rituais que presentificam um platônico e ideal status quo ou um ato heroico, como o do deus cristão, que “cria o mundo para fazer dele o seu próprio cadafalso”, como já constatou Jorge Luis Borges.

Maria Cristina Lima de Azevedo
Com o coração não sendo alimentado por ilusões e expectativas enganosas.Talvez um hoje melhor.

Marian Van de Ven
Amanhã será outro hoje prá quem todo dia faz tudo igual.
Mas o hoje de amanhã será outro, porque amanhã não vai amanhecer igual hoje.

Mário Sérgio Baggio
AMANHÃ SERÁ OUTRO HOJE
Parar por um momento
desligar
avançar
retroceder
parar novamente
deter-se por completo
tomar fôlego
perder o fôlego
dar-se tempo para um pouco de depressão
introspecção
desolação
avaliação
conter o ritmo, seguir as horas do universo, não as do metrô
preparar-se para situações não desejadas
desejar estar em situações não preparadas
dar a volta por cima
dar a volta por baixo
virar-se de dentro para fora e também o contrário
ter mais sono que sonhos
lutar pela saúde
prometer mais uma vez que vai mudar hoje
e
não fazer nada disso amanhã.

Marisa Paifer
O disco riscado gira e a agulha pula no ponto danificado. E gira e pula. E gira e pula. Até que eu me levante da poltrona e erga o braço da agulha e a coloque em outra faixa. Ou vá ler um livro.

N

Neide Mendes
Agora, tem hora, amanhã, outra aurora. O mesmo dia, jamais, à mesma hora, tranquilamente, me encontrará demente.

Nice Lopes
O hoje sempre será um aliado do cotidiano. Depois da meia noite o amanhã será o hoje de ontem.

R

Roberta Colen
Amanhã será outro hoje se as pessoas continuarem analfabetos funcionais.

S

Sandra Jardim Oliveira
Amanhã será outro hoje sem ponto final.

Silvia Jacon-Bolen
Assim como hoje é o amanhã de ontem.

T

Tânia Morais
Amanhã é único, pois só se morre uma vez, mas se vive todo dia!

V

Vane Carvalho
No meu amanhã colherei os frutos do que plantar hoje. Sempre plantar para descobrir que o meu amanhã sempre tem um referencial do hoje.

Vera Simonetti
Amanhã me traz um leque de possibilidades. Hoje, lido com o real. Mas ontem…que dia!

W

Walter Salton Vieira
Ok. Em breve. Estou liberado?

Catarina Aversa
O Menino e o Tempo
Era uma vez um menino … pensando bem eram duas, três, quatro vezes. De tão curioso era o Menino que uma vez só não bastava para contar sua história.
No fundo do quintal ele inventava truques para conversar com as formigas e admirava os caramujos por persistentes que eram em lentamente subirem as paredes dos muros. Não gostava muito de pássaros. Achava-os briguentos por um grão de alpiste.
Mas gostava de imaginar as coisas por dentro. O dentro, dizia ele, é um lugar que a gente só chega imaginando. E para provar ele dizia: a lágrima é feita de água e sal, porque um mar mora dentro da gente. Chorar é surfar no coração deixando as ondas quebrarem.
Ele gostava do rio. Pois, ora veja só, dizia, o rio só corre para a frente, o rio não corre para trás, corre para sempre e nunca mais.
Um dia, o vento bateu muito forte e levou o boné do Menino para o rio. E o boné foi pra nunca mais. Deu nele uma vontade de surfar no coração. Mas depois ele pensou amanhã um novo boné eu posso ganhar.
Foi correndo perguntar a sua mãe: dá pra chegar logo o amanhã?
“O amanhã nunca chega”, respondeu sua mãe.
“Não chega, por quê?”, indagou curioso o Menino, já esquecido do boné.
“Porque o amanhã é um tempo que só existe na frente, nunca está, nem nunca se acabou”, disse distraída a mãe enquanto digitava no computador.
“E o ontem?” indagou pensativo o Menino.
“O ontem não existe mais, ele ficou lá atrás”, continuou a mãe, vagamente olhando a tela sem pensar.
“Se o amanhã não chega nunca e se o ontem não existe mais, o que é que existe, então?”, falou o Menino com uma voz afinada, pois sua cabeça estava no chão e as pernas no ar.
“Existe o hoje”, falou a mãe, parando com o computador e olhando admirada para o Menino.
“O hoje, existe onde? Na frente ou atrás?”, perguntou o Menino enfiando a cabeça entre as pernas e tentando enxergar para o alto.
“Nem na frente, nem atrás. Existe agora, nos ponteiros do relógio. Os ponteiros mudam a cada minuto, mas o agora não, ele é sempre igual. Entendeu?”, disse a mãe bem didática apontando os ponteiros do relógio enquanto sentava o Menino no sofá.
“Entendi mais ou menos…. o relógio é só o agora, que pula… pula… e nunca sai do lugar”, recitou o Menino, com o olhar sério pegando da mesa o relógio.
E foi quando o Menino ficou triste, de novo com vontade de surfar no coração. “Eu nunca mais vou sair do lugar?”
Abraçando o Menino a mãe respondeu, “Você sempre sai do lugar. Você é como a água do rio que passa… passa e só corre para a frente, não corre para trás. Lá na frente um dia o mar vai encontrar. Sempre em um novo lugar você vai estar. Isso é o Tempo: nunca para de acontecer. Como o rio nunca para de passar.”
Muito sério o relógio o Menino pegou. Os ponteiros do relógio mexeram, cinco pontinhos pra frente, cinco pontinhos pra trás. Logo se deu conta que o Tempo tinha também um dentro que ele podia imaginar. O agora já foi ontem, o hoje amanhã já foi e o amanhã um hoje será.
Correndo foi para o quintal, pra sua amiga formiga tudo isso precisava explicar.

Para ouvir:

.

Mais Escritas Coletivas
A mala 
O último dia de abril
Legenda é comunicação
Trem dos sonhos
Mar campeão das inspirações
Ditados populares
Mar Tapajós

 

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0