Como fazer uma redação de qualidade – as ferramentas


As boas práticas

Arranjo: Fernanda Pompeu
Arranjo: Fernanda Pompeu

Redação de qualidade. Por que escrever um post sobre esse tema? Porque a gente não cansa de ouvir sobre conteúdo de qualidade, conteúdo relevante. No entanto, se fala pouco da redação de qualidade.

Você também pode ouvir este post aqui: 

Conteúdo de qualidade não é mesma coisa que redação de qualidade. São ações específicas, apesar de complementares. Para compreendermos o que é um conteúdo relevante precisamos de noções de marketing digital. Já para redigir necessitamos saber usar as ferramentas da língua portuguesa.

Conteúdos se manifestam em várias linguagens: conteúdo em vídeo, conteúdo em foto, conteúdo em áudio, conteúdo em texto. A internet operou o milagre de juntar essas linguagens num mesmo pacote de informação.

Porém o fato de reunirmos várias linguagens em um só post, ou pacote, não quer dizer que elas sejam produzidas (e lidas) de maneira idêntica. Cada linguagem é um universo em si.

Sou redatora desde a juventude. Passei do mundo impresso para o universo digital usando a redação como forma preferencial de expressão. Daí colecionei uma série de dicas que me ajudam na hora de fazer uma redação de qualidade.

O que é uma redação de qualidade?

É aquela que além de comunicar a mensagem facilmente para o leitor, capturando sua atenção, também causa prazer de leitura. O prazer de ler nunca deve ser menosprezado pelo redator. Todos nós já experimentamos esse prazer. É aquele momento em que desviamos o rosto do livro ou da tela para suspirarmos ou refletirmos sobre o que acabamos de ler.

Também é certo que não existe uma receita de bolo. Mas a melhor notícia é que há um roteiro de boas práticas para alcançarmos uma redação de qualidade.

Clareza, clareza, clareza 

A anedota é antiga e o autor da frase, incerto. Mas vale muito: Ao ser perguntado quais seriam os atributos essenciais de um texto, o escritor responde:

1 Clareza

2 Clareza

3 Clareza.

Bingo! Sem clareza, a redação não serve para nada. Ou talvez funcione como aviso que devemos refazê-la com muito mais atenção. Escrevemos para o leitor. Ele tem que nos entender sem fazer esforço.

Mas como garantir a clareza? 

Eliminando as ambiguidades

A infidelidade levou-o ao alcoolismo.
Infidelidade de dele ou da mulher?
Melhor esclarecer:
A infidelidade da mulher levou-o ao alcoolismo.
OU
A infidelidade dele levou-o ao alcoolismo.

Conheço-a desde criança.
Quem era criança. Eu ou ela?
Melhor esclarecer:
Conheço-a desde quando ela era criança.
OU
Conheço-a desde quando eu era criança.
OU
Conhecemo-nos quando éramos crianças.

Respeitando a coerência e a coesão 

Esses são os dois pilares que sustentam qualquer  comunicação escrita.

Coerência

tem a ver com a escolha das palavras certas para um determinado conteúdo. Tem a ver com conexões lógicas dentro da cadeia semântica. Isto é, ideias e sentidos que se relacionam.

Repare:
1 Ele pôs o uniforme do Palmeiras e foi torcer pelo São Paulo.
2 Comprou a passagem aérea para o último trem.
Essas duas frases são incoerentes.
A menos que o redator faça uma explicação lógica.
Vejamos:
1 Ele era um grande provocador. Um dia pôs o uniforme do Palmeiras e foi torcer pelo São Paulo.
2 Tinha tanto medo de voar que comprou a passagem aérea, mas acabou embarcando no último trem.

Coesão

é manter uma relação lógica entre as palavras. Opera no campo da sintaxe. Coesão é a caixa de ferramentas da coerência.
Para escrever parágrafos coesos é preciso conhecer conectivos e partículas de transição. Isto é, usar corretamente o Mas, Mais, Também, Pois, Portanto, Todavia, Apesar, Talvez, Por outro lado, Enfim, Às vezes,  Se é que, Exceto etc.

Vejamos
Ela sorriu mais no fim chorou (errado).
Ela sorriu mas no fim chorou (certo).
Gosto de você, também você me magoa (errado).
Gosto de você, apesar de você me magoar (certo).

O redator, do mesmo jeito que qualquer outro profissional, precisa conhecer muito bem as suas ferramentas de trabalho. No caso, as ferramentas da língua portuguesa. Quanto mais profundo for esse conhecimento, mais próximos estaremos de uma redação de qualidade.

Assista ao vídeo Dando o seu Recado: 

 

Boas práticas de estilo para a redação de qualidade 

Seja conciso 

Aqui entra outra anedota de escritor: Uma frase longa nada mais é do que duas frases curtas.

Escrever frases curtas ajuda o leitor a entender logo de cara. Também ajuda o redator a errar menos na gramática, isto é, no uso de vírgulas, parênteses, travessões, concordâncias.

Portanto simplifique!

Versão longa:

Antes do advento da internet – a rede mundial de computadores – publicar era um trabalho, hoje visto como insano, havia muitos atores envolvidos na tarefa, começava com uma ideia na cabeça do escritor, depois ia para a mesa do editor, depois de aprovado, o texto ia para o revisor, para o diagramador, para o gráfico, para as máquinas. Só depois desse longo caminho o livro chegava nas distribuidoras e, por fim, nas livrarias.

Versão curta:

Antes do advento da internet, publicar era um trabalho insano. Começava na cabeça do escritor. Seguia para  a mesa do editor. Uma vez aprovado, o material ia para revisão, diagramação, gráfica. Na sequência, o livro era distribuído para os pontos de venda.

Escolha o mais curto 

ferramentas da internet
prefira: ferramentas digitais

pessoa sem emprego
prefira: desempregado

apetrechos de cozinha
prefira: apetrechos culinários

 

Também prefira 

pessoa que não come carne
prefira: vegetariano

pessoa que não come nenhuma proteína animal
prefira: vegano

empresário que cria gado
prefira: pecuarista

redator que escreve muito
prefira: verborrágico.

Reduza a fileira dos quês 

O Rio de Janeiro, que é o cartão postal do Brasil, está mal.
melhor:
O Rio de Janeiro, cartão postal do Brasil, está mal.

FHC, que foi duas vezes presidente, opinou.
melhor:
FHC, duas vezes presidente, opinou.

A maioria acreditava que a lei seria aprovada.
melhor:
A maioria acreditava na aprovação da lei.

Ela se referiu ao marido, que é técnico da internet, que está desempregado.
melhor:
Ela se referiu ao marido, técnico da internet desempregado.

Atenção:
Há várias outras maneira de encurtar uma mensagem. Sem dúvida, quanto mais intimidade tivermos com a língua, mais recursos de encurtamento iremos encontrar.

Último mandamento da redação de qualidade 

Revise e Releia seu texto 

Outra frase oportuna: Um redator pode ser médio enquanto escreve, mas tem que ser bom quando revisa. Revisar o que escrevemos é ação preventiva contra erros. Pois todos erram. Erra o redator novato, erra o redator sênior. A língua portuguesa – última flor do Lácio – é ardilosa. Ela adora pôr arapucas no caminho da escrita.

Então tem que revisar! 

Hoje com a internet, a revisão ficou mais fácil: há dicionários onlines, glossários, manuais de redação, guias de gramática etc. Pintou uma dúvida de ortografia, concordância, regência, significado da palavra? Corra atrás. Consulte!

Cuidado com datas, números, citações!

Escreveu uma porcentagem, citou uma data de nascimento, deu o ano de um acontecimento, referiu-se a uma estatística? Cheque! Procure, no mínimo, 3 fontes para confirmar. Faça isso no Google.

Citou alguém? Dê o crédito para o autor. E confira se a pessoa falou aquilo mesmo. Tome cuidado com as falas fora do contexto. Redigir com qualidade supõe responsabilidade por tudo que está no texto.

Ah, não esqueça: faça uma última leitura antes de mandar sua redação para o mundo. Fique de olho nas palavras repetidas. Use sinônimos.

Quer receber uma newsletter mensal? Preencha, na lateral do site, o cadastro do Acelera Texto. 

Compartilhe
11 comentários

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *